Category Archives: Geral

Resumo de Configuração para EtherChannel

tux_cisco

Achei esse material antigo e muito bem feito do site http://www.rotadefault.com.br queria fazer algo de EtherChannel mas melhor que isso e tão bonito fica difícil depois faço um vídeo…no PT se sobrar 20mins…

Como tenho estudado para as certs cisco e juniper no CCNA o etherchannel é um dos tópicos é simples mas usamos isso bastante em Telecom, então é bom dominar o assunto o máximo possível e conhecer como interconectar os variados vendors.

resumo-etherchannel

Trabalhe com a Algar

Olá amigos hoje venho lhes trazer um novo canal, um canal bem sério e que pode lhe por num caminho de uma empresa séria e com longa história essa empresa é o grupo o Algar da qual faço parte dentro da Algar Telecom, se você busca uma nova oportunidade ou está desempregado a empresa tem vagas tanto internas para quem já está no grupo algar quanto vagas externas, bom segue o portal para cadastrar seu CV aproveite e boa sorte!

PS: Posso dizer que é uma empresa saudável no âmbito interno e também que investe em seus talentos o que hoje em dia é raro e isso ocorre aqui me surpreendi com o tempo, não posso dar detalhes pois poderia quebrar alguma politica da empresa mas estude e tente pois sempre vejo boas vagas!

Site banco de talentos Algar

https://grupoalgarcdt.elancers.net/frames/algar/index.html

EIGRP – Básico

tux_kisuke

1        Teoria EIGRP

O EIGRP é um protocolo de roteamento de convergência rápida de fácil configuração que usa o protocolo DUAL. Tem uso de largura de banda reduzido, pois não envia updates periódicos. O EIGRP é considerado um Advanced distance Vector e usa o máximo de 255 hops e 100 de default.

Possui suporte a VLSM e classless routing com sumarização automática ou manual sendo compatível com IGRP se usar o mesmo AS. Capaz de fazer balanceamento de carga em 4 links por default ou 6 configuráveis.

Suporta todas as redes multiaccess, point-to-point e NBMA (Frame-Relay). A Métrica é composta por Bandwidth e Delay como default, mas pode usar: MTU, Loading e Reliability. É a métrica do IGRP x 256. Redes com muitos caminhos alternativos geralmente gera problemas na convergência EIGRP.

Comunicação multicast no 224.0.0.10, Hello de 5s para links maiores que 1.544MB e 60s para menor. Dead time de 3 vezes o hello. Utiliza o RTP (cisco) como protocolo de transporte confiável para envio de update;

1.1           Terminologia

  • Neightbor table: Cada router tem uma tabela com seus routers adjacentes;
  • Neighbor Address: Endereço de rede do vizinho (IP);
  • Q (Queue): Fila de pacotes esperando para serem enviados (0 é normal);
  • SRTT (Smooth Round Trip Timer): O tempo mais rápido que enviou e recebeu um pacote;
  • Hold Time: Tempo máximo até colocar o vizinho em OFF, geralmente 3x o tempo do Hello;
  • Topology table: Cada router tem uma tabela de topologia que inclui todos os caminhos aprendidos para cada protocolo;
  • Routing table: EIGRP escolhe o melhor router (successor) para um caminho e coloca na tabela de rotas;
  • Successor: O successor é o router escolhido como primeira opção para um caminho;
  • Feasible successor: Router de backup é escolhido junto com o successor (principal);
  • FD (feasible distance): Distância Possível, é a soma dos custos de todos os links até o destino;
  • AD (advertised distance): Distancia anunciada, é a soma dos custos do vizinho até o destino.

1.2           Tipos de Mensagens

  • Hello: Usados para descobrir vizinhos por multicast no 224.0.0.10 não confiável de 5 em 5s  para links maiores que 1.544MB ou de 60 em 60s para menores. Envia também o dead time (3x o tempo de hello);
  • Update: Pacotes update requer confirmação (confiável RTP) e são enviados para comunicar que um router especifico sofreu convergência. São enviados por multicast quando um novo router é descoberto;
  • Query: Pacotes que requerem confirmação (confiável RTP) e perguntam se existe um router de backup para um determinado caminho
  • Reply: Pacotes de resposta a um Query que requerem confirmação (confiável RTP), enviado por Unicast somente a quem perguntou;
  • Acknowledgment (ACK): Pacotes de confirmação enviado por unicast. Pacotes como: Update, query e reply precisam de confirmação.
  • Obs: Pacotes de confiança só são retransmitidos 16 vezes, caso contrário o vizinho é considerado Dead.

1.3           Relacionamento com Vizinhos

EIGRP envia multicasts periódicos (hello) pela interface (com IP primário, pois o secundário não forma adjacências) para descobrir vizinhos, quando outro router pertence ao mesmo AS ele recebe o hello e estabelece uma relação de vizinhos mantendo assim as informações de seus vizinhos na sua Neighbor Table.

Quando o vizinho para de responder os pacotes hello e o hold time acaba (3 vezes o tempo do hello), ele considera o vizinho não operacional, assim toda a tabela de topologia aprendida pelo vizinho é deletada e é feita uma convergência.

Os pacotes Hello são enviados de 60 em 60 segundos nos circuitos de largura de banda menor ou igual a T1 como: ISDN BRI, SMDS, etc.

O EIGRP não informa ao vizinho se as suas métricas estiverem mal combinadas, não informa a vizinhos de diferente AS e o pacote Hello é enviado com o endereço primário da interface.

Query (perguntas) são enviadas quando um router é perdido e não existe um sucessor confiável (feasible sucessor) para procurar um caminho alternativo. O router entra em modo ativo e envia queries para todos os routers vizinhos que por sua vez enviam queries para outros vizinhos menos o que lhe enviou inicialmente. Uma solução para reduzir essa propagação é a sumarização de rotas, pois raramente um router remoto precisa saber todas as rotas que são divulgadas em toda rede.

Dual envia a informação de atualização apenas aos routers que precisam, diferente do link-state que envia para todos os vizinhos.

1.4           Descobrindo um Vizinho e Definindo Melhores Rotas

  1. Um novo router A entra na rede e envia um pacote Hello pelas interfaces;
  2. Router B da rede recebe esse hello e responde com pacote update com todos as rotas que ele tem em sua tabela de rotas menos as rotas aprendidas pelo novo router A (split horizon);
  3. Router A responde com um ACK confirmando o recebimento das informações;
  4. Router A ajusta todos os pacotes de update na sua tabela de topologia associando a métrica para alcançar cada destino;
  5. Router A troca pacotes update com cada vizinho;
  6. Cada router envia um ACK de confirmação para o Router A;
  7. Quando todos os routers têm todas as rotas eles estão prontos para escolher as rotas primarias e rotas de backup para manter na Topology Table;
  8. Pelo Dual ele define melhor rota baseado no bandwidth, Delay, Reliability, Loading e MTU;
  9. Se uma rota é perdida o router entra em “Active” procurando por um feasible Sucessor, passado 3min ele volta ao normal;
  10. Se um router está muito ocupado (alto uso de memória) para responder a query e enviar reply de outros routers ou o link estiver funcionando apenas em um sentido ele se encontra em SIA – Stuck in Active.

1.5           DUAL

  • FD (Feasible distance) – Distância confiável é a soma dos custos dos enlaces para alcançar a rede de destino;
  • AD (Advertised Distance) – Distância anunciada é a soma dos custos dos enlaces para a rede de destino anunciado pelos vizinhos;
  • Sucessor – Caminho escolhido para a rede de destino;
  • FS (Feasible Sucessor) – Sucessor confiável para um caminho alternativo para a rede.

1.6           Configuração de EIGRP

  • Ative o EIGRP definindo o AS que deve coincidir com todos da rede;
  • Divulgar as redes que fazem parte do EIGRP. As redes determinam as interfaces que farão parte do EIGRP;
  • O bandwidth default da interface serial é T1 (1.544MB), para mudar use o comando bandwidth na interface;
  • Quando se configura interfaces point-to-multipoint, principalmente em Frame Relay, é importante entender que todos os vizinhos compartilham uma banda igualmente em que a soma dos links de cada vizinho é o bandwidth da serial do router, por isso é importante que a velocidade da serial seja a menor velocidade de todos os links multiplicada pelo número de sub-interfaces;
  • Na topologia point-to-point com 10 links, todos os circuitos virtuais (subinterfaces) usam o bandwidth de 1/10 da interface, isto é, se o link da interface s0 for 256, cada VC (subinterface, s0.1… s0.10) terá um BW de 25;
  • Quando uma rota é aprendida pela sub-interface de uma interface, essa mesma rota não é replicada para outra sub-interface dessa mesma interface devido ao split-horizon.

1.7           Balanceamento de Carga

  • Carga balanceada em 4 links de custos iguais por default, máximo de 6 links;
  • O balanceamento de links de custos diferentes é de acordo com a métrica da rota, e é default;
  • Quando o balanceamento é feito por links de custos diferentes os pacotes são enviados por turnos, o numero de pacotes é inversamente proporcional a métrica da rota;
  • O comando “variance” é usado para adicionar outros links de custos diferentes criando uma margem a ser considerada como load-balance;

2        Cenário

2.1           Objetivo

Seis roteadores (C1, C2, C3, R1, R3 e R6) são conectados conforme a topologia abaixo e devem ser configurados seguindo os seguintes critérios.

Todos os roteadores deverão pertencer a uma rede EIGRP com AS = 1.

Os roteadores R1 e R6 deverão redistribuir as rotas estáticas configuradas.

Os roteadores C1 deverá sumarizar as rotas vindas dos roteadores R1, porém o R6 deverá divulgar as rotas sem sumariza-las.

O roteador R3 deverá gerar uma rota default para a rede EIGRP.

Todos os roteadores deverão usar suas interfaces loopbacks como Router-ID.

2.2           Topologia

eigrp-basico

Figure-01:              Topologia

2.3           IOS utilizados

  • C1, C2, C3, R1, R3 e R6 – c7200-js-mz.123-7.T.bin

2.4           Configuração dos Roteadores

Em todos os roteadores configura-se o roteamento EIGRP pelo comando “router eigrp ” onde o “AS” é o Autonomous System que deverá ser igual em todos os roteadores do mesmo domínio. O roteador também possui um router ID único que é configurado pelo comando “eigrp router-id ” dentro das configurações de roteamento.

Uma interface fica habilitada a fazer vizinhança quando a rede pertencente aquela interface está no comando “network ” está configurado no routeamento EIGRP. Caso seja necessário divulgar a rede da interface mas não habilita-la para fazer vizinhança EIGRP, usa-se o “passive-interface ” dentro das configurações de roteamento EIGRP.

Por padrão o EIGRP sumariza automaticamente as rotas para o seu vizinho. Pode-se cancelar essa sumarização automática com o comando “no auto-summary”. Desabilitar essa auto sumarização é comum para evitar loops em redes não planejadas, porém a tabela fica maior.

No EIGRP a rota default é gerada para um vizinho configurando um endereço sumarizado 0/0 na interface com o vizinho com o comando “ip summary-address eigrp 0.0.0.0 0.0.0.0”.

2.5           Observações e Bugs

Documentação:

http://www.cisco.com/en/US/partner/docs/ios/12_2/ip/configuration/guide/1cfeigrp.html#wp1001004

2.6           Comandos Importantes de Verificação

C2#sh ip route

Gateway of last resort is 30.30.30.2 to network 0.0.0.0

D    1.0.0.0/8 [90/2681856] via 12.12.12.1, 00:19:17, Serial1/6

6.0.0.0/8 is variably subnetted, 5 subnets, 2 masks

D       6.6.6.6/32 [90/2809856] via 23.23.23.1, 00:05:27, Serial1/7

D EX    6.2.0.0/24 [170/2681856] via 23.23.23.1, 00:05:27, Serial1/7

D EX    6.3.0.0/24 [170/2681856] via 23.23.23.1, 00:05:27, Serial1/7

D EX    6.0.0.0/24 [170/2681856] via 23.23.23.1, 00:05:27, Serial1/7

D EX    6.1.0.0/24 [170/2681856] via 23.23.23.1, 00:05:27, Serial1/7

23.0.0.0/8 is variably subnetted, 2 subnets, 2 masks

C       23.23.23.0/30 is directly connected, Serial1/7

D       23.0.0.0/8 is a summary, 00:19:16, Null0

10.0.0.0/8 is variably subnetted, 2 subnets, 2 masks

D       10.0.0.0/8 is a summary, 00:19:16, Null0

C       10.10.10.102/32 is directly connected, Loopback0

12.0.0.0/8 is variably subnetted, 2 subnets, 2 masks

C       12.12.12.0/30 is directly connected, Serial1/6

D       12.0.0.0/8 is a summary, 00:19:17, Null0

D    13.0.0.0/8 [90/2681856] via 12.12.12.1, 00:07:17, Serial1/6

D    60.0.0.0/8 [90/2681856] via 23.23.23.1, 00:19:17, Serial1/7

30.0.0.0/8 is variably subnetted, 2 subnets, 2 masks

C       30.30.30.0/30 is directly connected, Serial1/0

D       30.0.0.0/8 is a summary, 00:23:04, Null0

D*   0.0.0.0/0 [90/2297856] via 30.30.30.2, 00:06:51, Serial1/0

C2#show ip eigrp neighbors

IP-EIGRP neighbors for process 1

H   Address                 Interface       Hold Uptime   SRTT   RTO  Q  Seq

(sec)         (ms)       Cnt Num

2   30.30.30.2              Se1/0             12 00:08:07  184  1104  0  40

1   23.23.23.1              Se1/7             11 00:21:21   83   498  0  32

0   12.12.12.1              Se1/6             13 00:23:42  106   636  0  62

C1#show ip eigrp topology

IP-EIGRP Topology Table for AS(1)/ID(10.10.10.101)

Codes: P – Passive, A – Active, U – Update, Q – Query, R – Reply,

r – reply Status, s – sia Status

P 6.6.6.6/32, 1 successors, FD is 3321856

via 12.12.12.2 (3321856/2809856), Serial1/7

P 0.0.0.0/0, 1 successors, FD is 2297856

via 13.13.13.2 (2297856/128256), Serial1/5

P 1.0.0.0/8, 1 successors, FD is 2169856

via 10.10.10.2 (2169856/256), Serial1/0

P 6.2.0.0/24, 1 successors, FD is 3193856

via 12.12.12.2 (3193856/2681856), Serial1/7

P 6.3.0.0/24, 1 successors, FD is 3193856

via 12.12.12.2 (3193856/2681856), Serial1/7

P 6.0.0.0/24, 1 successors, FD is 3193856

via 12.12.12.2 (3193856/2681856), Serial1/7

P 6.1.0.0/24, 1 successors, FD is 3193856

via 12.12.12.2 (3193856/2681856), Serial1/7

P 10.0.0.0/8, 1 successors, FD is 128256

via Summary (128256/0), Null0

P 10.10.10.0/30, 1 successors, FD is 2169856

via Connected, Serial1/0

P 12.0.0.0/8, 1 successors, FD is 2169856

via Summary (2169856/0), Null0

P 12.12.12.0/30, 1 successors, FD is 2169856

via Connected, Serial1/7

P 13.0.0.0/8, 1 successors, FD is 2169856

via Summary (2169856/0), Null0

P 13.13.13.0/30, 1 successors, FD is 2169856

via Connected, Serial1/5

P 23.0.0.0/8, 1 successors, FD is 2681856

via 12.12.12.2 (2681856/2169856), Serial1/7

P 30.0.0.0/8, 1 successors, FD is 2681856

via 12.12.12.2 (2681856/2169856), Serial1/7

P 60.0.0.0/8, 1 successors, FD is 3193856

via 12.12.12.2 (3193856/2681856), Serial1/7

P 10.10.10.101/32, 1 successors, FD is 128256

via Connected, Loopback0

Configuração

2.7           R1

!router eigrp 1

redistribute static

network 1.1.1.1 0.0.0.0

network 10.10.10.0 0.0.0.3

auto-summary

eigrp router-id 1.1.1.1

!

 

2.8           C1

!router eigrp 1

network 10.10.10.0 0.0.0.3

network 10.10.10.101 0.0.0.0

network 12.12.12.0 0.0.0.3

network 13.13.13.0 0.0.0.3

auto-summary

eigrp router-id 10.10.10.101

!

2.9           C2

!router eigrp 1

network 10.10.10.102 0.0.0.0

network 12.12.12.0 0.0.0.3

network 23.23.23.0 0.0.0.3

network 30.30.30.0 0.0.0.3

auto-summary

eigrp router-id 10.10.10.102

!

2.10     R3

!interface Serial1/0

ip address 30.30.30.2 255.255.255.252

ip summary-address eigrp 1 0.0.0.0 0.0.0.0 5

!

interface Serial1/4

ip address 33.33.33.2 255.255.255.252

ip summary-address eigrp 1 0.0.0.0 0.0.0.0 5

!

interface Serial1/5

ip address 13.13.13.2 255.255.255.252

ip summary-address eigrp 1 0.0.0.0 0.0.0.0 5

!

router eigrp 1

network 3.3.3.3 0.0.0.0

network 13.13.13.0 0.0.0.3

network 30.30.30.0 0.0.0.3

network 33.33.33.0 0.0.0.3

auto-summary

eigrp router-id 3.3.3.3

!

2.11     C3

!router eigrp 1

network 10.10.10.103 0.0.0.0

network 23.23.23.0 0.0.0.3

network 60.60.60.0 0.0.0.3

auto-summary

eigrp router-id 10.10.10.103

!

2.12     R6

!router eigrp 1

redistribute static

network 6.6.6.6 0.0.0.0

network 60.60.60.0 0.0.0.3

no auto-summary

eigrp router-id 6.6.6.6

!

Autor original: Bruno Barata

Fonte: http://babarata.blogspot.com.br/

Chromecast com PopCorn test drive

popcorn

Fazendo testes do chromecast com PopCorn, legal que o processamento nem muda, eo upload médio após o download ser completo é de 100Kbps show d+ transmitindo filme em 1080 sem travamento algum e usando computador normalmente.

É adicionado uma nova guia no seu google chrome para transmitir abas.

chromecast streaming_chrome_cast

Oracle Virtual Box 5.0

tux_luffy

Oracle-Announces-VirtualBox-5-0-Release-Candidate-1-with-Major-Improvements-483119-2

Fala pessoal, estou bem feliz com meu virtualbox novo 5.0, o antigo crashava e carregava meu ubuntu, testem.

Para remover a versão antiga usei -> aptitude remove virtualbox

Baixei a versão nova no site e instalei nomalmente -> dpkg -i virtualbox-5.0_5.0.0-101573~Ubuntu~trusty_amd64.deb

Suas máquinas virtuais ficam como estavam antes, essa versão tem usb 3.0.

Novidades?

Esta versão da Oracle VM VirtualBox 5.0 traz melhorias importantes no quesito segurança, tais como a capacidade de proteger imagens virtuais usando criptografia. Roda o algoritmo AES (128 ou 256 bits) com o modo de criptografia XTS, que estabelece uma senha para iniciar a máquina virtual.

 

O recurso de arrastar e soltar (drag & drop) também foi melhorado, especialmente para copiar arquivos e diretórios. Uso bi-direcional – entre VMs e hospedeiro.

Agora, o VirtualBox suporta iniciar máquinas virtuais em background (segundo plano) com um processo de front-end separado que pode ser fechada enquanto a máquina virtual continua trabalhando.

 

Onde baixar

https://www.virtualbox.org/wiki/Downloads

Dando forma circular a suas DIVS com CSS

tux_cell

Adicionei uns parametros a mais com descrição e adicionei classes separadas, para dar cores diferentes.

A função border radius da forma a suas DIVS.

 

 

Segue também um link com vários tracejados que podemos usar, http://www.w3schools.com/cssref/playit.asp?filename=playcss_border-style&preval=none