Monthly Archives: abril 2016

O que são: CSU/DSU, DTE e DCE?

tux_cisco

Como não sou fan de criar o já criado vou postar meu primeiro contato com essas terminologias importantes no mundo telecom que são DTE/DCE vi esse post em 2011 e foi postado em 2010 num blog de redes Angolano mundo pequeno não? Bom segue a matéria.

Eu pessoalmente gosto de lembrar que o DTE é o CPE e o DCE é o PE me ajuda lembrar … cada um faz o link mental que gostar mais, como falei a uns meses sempre trabalhei em empresa privada e em telecom/provedor/isp porém sempre com foco em telefonia ip o que te força entender muito bem de protocolos de rede no ultimo ano mudei para Redes novamente como Redes é genérico e faz parte de telefonia IP também quando digo redes digo diretamente com configuração de redes metropolitanas monitoramento de backbone, ativação de link dedicados/VPN/Transporte/ LanConect/ Ponto a Ponto em cima de nuvem MPLS entre outros que uma operadora pode oferecer e isso me estimula postar mais coisas de rede e acho interessante começar do básico do básico isso baseado no CCNA, assim como fiz com VOIP/LINUX/ASTERISK agora teremos assuntos de rede do básico como rota estática  e DTE DCE ao avançado como BGP/MPLS do qual também sou aprendiz eterno.

 

DTE – Data Terminal Equipment ou equipamento de terminação de dados. Como o nome diz é o equipamento onde os dados terminam e onde também podem ser iniciados. Um DTE pode ser um computador, ou um roteador. Geralmente este dispositivo prepara a informação a ser enviada/recebida a linha de comunicação pelo usuário.

DCE – Data Communications Equipment, Data Circuit-terminating Equipment, como o nome o diz é o equipamento responsável por realizar a comunicação dos dados. Isto pode fazer alguma confusão se pensarmos num roteador do outro lado a servir como DCE como muitas das vezes pensamos.  Na verdade o DCE serve para realizar algumas tarefas importantes na transmissão de dados entre dois dispositivos como determinar a frequência de clock, a determinação dos erros de transmissão  e a codificação, enfim a definição de como se envia e como se recebem os dados. Isso significa que um DCE pode ser um dispositivo ligado directamente ao roteador ou uma interface com estas capacidades.

A razão porque você precisa de um DCE tem a ver com a mesma razão porque você precisa dum cabo crossover para ligar dois computadores directamente sem necessitar dum comutador. É necessário saber como (e que pinos tratando-se de cabos seriais) se enviam os dados, e o DCE trata disso automaticamente. Por isso é que nos laboratórios Cisco você pode usar um cabo serial padrão V35 para fazer isso:

Mas note que em se tratando de comunicação entre um computador e um modem num caso em que se usa ADSL o computador é o DTE e o modem o DCE, pelas razoes já definidas antes: Alguém precisa de dizer como os dados são transmitidos.

CSU/DSU – Está aí um termo que faz confusão a muito boa gente. Channel Service Unit/Data Service Unit como o nome sugere é um equipamento que diz ao DTE dum lado e o DCE do outro para se ‘casarem’ :

Um dado importante é que hoje em dia muitos roteadores vêem equipados com CSU/DSU nas suas interfaces WIC de modo que não mais é necessário usar um separado. De modo que a tarefa de ligar um roteador a um circuito digital tal como a uma hierarquia PDH/E1, ou a um link ponto a ponto ligado a um provedor de serviços, não precisa mais de um CSU/DSU separado do roteador como este da figura acima.

 

Fonte: https://snnangola.wordpress.com/2010/08/06/o-que-que-sao-csudsu-dte-e-dce/